3 Tendências para o mercado de franquias em 2016

21 de junho de 2016Notícias

O segmento das franquias promete continuar sendo uma boa opção para quem quer investir, mas busca um negócio já formatado. Em 2015, a área cresceu cerca de 8% e se tornou ideal para os empreendedores que não querem arriscar em uma marca independente, tendência que promete se expandir em 2016.

O principal atrativo para esse tipo de negócio são seus pilares, como modelo testado e marca reconhecida. “Tem se mostrado um modelo de negócios com elementos sustentáveis de expansão e de gestão dos negócios”, afirma Adir Ribeiro, da Praxis Business, para a Revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

Especialistas reforçam que o ano será marcado por mais investimentos em negócios já estabelecidos e sólidos, do que em novidades. Altino Cristofoletti Junior, vice-presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), diz que uma das tendências é a internacionalização: hoje as franquias brasileiras estão em 53 países e 106 redes já estão em relação comercial com o exterior, seja para marcas saindo do Brasil ou entrando no mercado nacional. Além disso, as franquias trazem a oportunidade de apostar em nichos pouco explorados pelos estabelecimentos que já existem, como as pessoas com restrições alimentares.

As franquias têm ainda outra tendência para 2016: o desafio de estabelecer territórios online sem prejudicar as lojas físicas, para alcançar seus consumidores digitais. “Cada vez mais as empresas precisarão ter seus modelos de negócios contemplando esses dois ambientes, de maneira integrada, até porque o cliente não enxerga diferença”, diz Ribeiro. Esses modelos de negócios são fundamentais para que as franquias cresçam atualmente, pois todos os pontos de contato do cliente com a marca são relevantes e é preciso que tragam a mesma experiência para o usuário.

Por fim, a outra tendência para o ano é o aumento do contato entre o franqueado e o franqueador, por meio de visitas de campo, convenções, chats, e-learnings e redes sociais, a fim de conectar e aproximar os dois lados. Além disso, é fundamental buscar o desenvolvimento, e esse relacionamento pode contribuir para isso, com capacitação e ampliação de conhecimentos, as franquias terão retorno de investimento e efetividade.

Fonte: Blog MPE